Pages Menu
Categories Menu

Oxalá

 

Oxalá – O Equilíbrio E A Fé

“Oxalá, divina manifestação do bem, Senhor da perfeita sabedoria e do bendito amor”.

Oh Pai! Vós que recebestes o poder do supremo doador para tudo e todos, protejei-me das ciladas ilusórias do mundo enganador e despertai-me para a realidade da vida imortal.

Sois a imaculada irradiação do altíssimo, Vosso nome é maravilhoso e compassivo, me guie com ternura e esperança para Aruanda, cidade da Luz.

Eu venho a Vós, preso na mais grosseira materialidade e afogado em sentimentos inferiores, arrependido rogo-te pela salvação de minha consciência.

Junto a Vós, trilho por caminhos iluminados, porque Sois a divina pureza acolhedora e misericordiosa. Santo nome envolva-me em sentimentos fraternos de real amor, afim de que chegue até Vós. Oxalá, meu pai, tende pena e compaixão de mim. Êpa, Babá! Salve Oxalá!”

Falar de Oxalá é falar de algo que é para ser sentido, não tocado, pois Ele é a luz que equilibra tudo e todos. É o maior dos Orixás da Umbanda, e o único a manifestar-se fisicamente aos homens, na conformação de Jesus Cristo, com a missão de esclarecer as Leis do Criador e reequilibrar a humanidade através das Leis do Amor e da Caridade.

A Ele só importa o que fazemos e o que pensamos, pois é a Ele a quem devemos prestar contas de nossos atos, porque Ele é a própria lei de Deus em execução. Por ser o maior dos orixás, não tem um ponto de força específico, seu poder se manifesta em todos os lugares, mas muitos o associam a energia solar e a dos demais astros. É representado pela estrela de cinco pontas, sua cor é a branca e seu dia da semana é o domingo e sua saudação é “Epá, Babá!”.

A fé é o atributo principal de nosso amado Pai Oxalá. A Fé não se ensina, ela é buscada ou fortalecida no íntimo de cada um. Não é fanatismo e não é apenas um sentimento; é um estado mental consciente e racional; é o reconhecimento do ser como criatura divina; é o elo de ligação do ser com o Divino Criador. Nosso amado Pai Oxalá é, em si mesmo, essa qualidade Divina da Fé.

A fé, na Umbanda, é um estado de espírito, através do qual são realizadas as sessões de atendimento às pessoas necessitadas de auxílio espiritual e de orientação religiosa e doutrinária. É sinônimo de trabalho em prol do próximo. A fé é a consciência das faculdades que trazemos adormecidas em nosso íntimo, que precisam germinar e crescer. Ela é a principal via evolutiva, pela qual trazemos o céu para a Terra, sem precisar aguardar a morte do corpo físico, para chegarmos até Deus. Temo-lo vivo vibrante, atuante e gratificante em nós mesmos.

Na Umbanda, Oxalá é o Orixá mais alto da escala hierárquica e tem como exemplo o próprio Divino Mestre – Jesus. Pai Oxalá é a própria Umbanda e nos pontos riscados é representado por uma estrela de cinco pontas ou  Pentagrama. Ele é a luz que equilibra a todos nós, pois está em tudo e em todas as outras divindades, com sua propriedade cristalizadora. Seu poder não tem lugar para se manifestar, pois todos os lugares são seus. Pai Oxalá é o regente de nosso planeta e comanda a Linha da Fé, na Umbanda, onde os Sete Caminhos pertencem a ele. Ele é a força que congrega as pessoas em um único ideal.

O campo preferencial de atuação de Pai Oxalá é a religiosidade dos seres, aos quais ele envia o tempo todo, suas vibrações estimuladoras da fé individual e suas irradiações geradoras de sentimentos de religiosidade.

O alcance de Pai Oxalá ultrapassa o culto dos Orixás, pois a religiosidade é comum a todos os seres pensantes. A Fé é uma qualidade Divina, pois tudo tem de ter por princípio a fé em Deus e na sua Divindade Criadora e geradora.  Oxalá é Luz, Vida e Fé. A maior qualidade desse Pai é a simplicidade e o que ele mais exige de nós é a humildade. A melhor forma de nos apresentarmos diante dele, portanto, é pelo desenvolvimento da bondade, simplicidade, pureza e humildade. Jesus Cristo é um Trono da Fé de nível intermediário dentro da hierarquia de Oxalá, pois além de servir Oxalá com fé e amor, Cristo Jesus é um Trono Celestial Cristalino que vibra tanto a fé quanto o amor, na mesma intensidade.

As atribuições de Oxalá são as de não deixar um só ser sem o amparo religioso dos mistérios da Fé. Mas nem sempre o ser absorve suas irradiações, quando está com a mente voltada para o materialismo desenfreado dos espíritos encarnados. É uma pena que seja assim, porque os próprios seres se afastam da luminosa e cristalina irradiação do divino Oxalá. Como força cristalina ou do Tempo, Pai Oxalá atua através do Ar, um dos elementos fundamentais para a vida.

Cor Branca
Fio de Contas Contas e Miçangas brancas e leitosas. Firmas Brancas.
Ervas Tapete de Oxalá (Boldo), Saião, Colônia, Manjericão Branco, Rosa Branca, Folha de Algodoeiro, Sândalo, Malva, Patchouli, Alfazema, Folha do Cravo, Neve Branca, Folha de Laranjeira. (Em algumas casas: poejo, camomila, chapéu de couro, coentro, gerânio branco, arruda, erva cidreira, alecrim do mato, hortelã, folhas de girassol, aguapanto branco, aguapé (golfo de flor branca), alecrim da horta, alecrim de tabuleiro, baunilha,  camélia, carnaubeira, cravo da índia), fava pichuri, fava de tonca, folha de parreira de uva branca, maracujá (flores), macela, palmas de Jerusalém, umbuzeiro, salsa da praia)
Símbolo Estrela de cinco pontas. (Em algumas casas, a Cruz)
Pontos da Natureza Praias desertas, colinas descampadas, campos, montanhas, etc.
Flores Lírios brancos e todas as flores que sejam dessa cor, as rosas de preferência sem espinhos.
Pedras Diamante, cristal de rocha, perola brancas.
Dia da Semana Todos, especialmente a Sexta-Feira.
Elemento Ar
Saudação Exê Uêpe Babá; Oxalá Meu Pai!; Epa Babá
Bebida Água mineral, ou vinho branco doce ou vinho tinto doce.
Comidas Canjica, Acaçá, Mungunzá.
Data Comemorativa 25 de Dezembro
Sincretismo Jesus. (Oxaguiã, Menino Jesus de Praga; Oxalufã, Senhor do Bonfim)